Sobre o Mercado de Video no Brasil

Escrevo esse artigo para aqueles designers que optaram ou ainda vão escolher em seguir a área de videografismo. Sempre recebo emails me perguntando sobre a área, como é trabalhar com vídeo, os principais softwares e qual a maneira mais fácil de entrar nessa indústria. Então vamos lá!

 

Primeiramente gostaria de falar um pouco da minha experiência, atualmente trabalho como “Compositor Digital”, fazendo composição de efeitos para novelas, séries e programas da Rede Globo. Sou contratado como Editor de Videografismo e exerço uma função voltada para composição de efeitos.

Comecei a estudar videografismo ainda na faculdade, na época achava que o Flash seria o meu software, que precisava desvendar tudo para entender como se animava. Tive aulas de 3D, Final Cut e After Effects na faculdade, ali descobri qual seria a minha praia. O After é o responsável por aproximadamente 90% do que você vê de videografismos na TV. É um programa muito poderoso, principalmente por trabalhar com a plataforma Adobe, estar em sincronia perfeita com os outros programas como Illustrator e Photoshop.

Então esse foi o meu começo, achando que poderia fazer 1001 coisas com o Flash e descobrindo que o After Effects é que poderia abrir portas para conseguir um estágio na área. Esse estágio realmente veio, e não poderia ser melhor, consegui ser aprovado para fazer uma oficina de efeitos na Rede Globo e a minha escolha dentro da empresa foi seguir a área de composição, nas plataformas Flint, Flame e Inferno.

Essa experiência me deu total noção de subdivisões dentro do videografismo, e esse é o ponto que quero discutir nesse post. Se sua opção é escolher vídeo, onde pode trabalhar? Em que área é melhor começar?

Para responder essas perguntas, vamos tentar entender as áreas:

Motion Design

Stardust 2009 Reel from Stardust Studios on Vimeo.

Sofwares: After Effects, Cinema 4D, Photoshop e Illustrator

Motion Design é uma área muito interessante no mercado de video. Todas aquelas vinhetas mirabolantes que costumamos ver na MTV são produzidas por um profissional especializado em Motion Design. O After Effects por ser da Adobe tem total compatibilidade com os outros softwares da empresa, o que torna mais simples o aprendizado quando se está começando na área. Novos softwares aparecem, como por exemplo o Cinema 4D que dá uma grande variedade de efeitos e presets para compor junto com o After.

Composição Digital

Nuit Blanche from Spy Films on Vimeo.

Making Of Nuit Blanche from Spy Films on Vimeo.

Sofwares: After Effects, NUKE, Fusion, Flame e Inferno

O trabalho de composição de efeitos é a última etapa em um organograma de uma cena que necessita de efeitos. Após a gravação, ou mesmo para juntar material filmado com 3D, tudo vai para a composição onde é feita a “magia”. Recortes de chroma, colorimetria, consertos, rotoscopia, iluminação de cenas e ambientes virtuais são algumas das funções e características da composição de efeitos.

3D

Sofwares: Cinema 4D, Maya, 3D Max e Lightwave

Saber 3D em computação gráfica é essencial, contudo especialistas em modelagem, shading e animação têm lugar em qualquer equipe de grande porte. Hoje o mercado de 3D está em alta, seja para games ou projetos arquitetônicos. Como costumamos dizer, quem trabalha com 3D vive em um outro mundo, é uma escola à parte… Para videografismo, um ótimo software é o Cinema 4D, com os recursos do “Mograph” é possível ter um ótimo resultado gráfico, em um curto período de tempo. Softwares como Maya e 3D Max são mais detalhados, com funções mais poderosas.

Animação 2D

Softwares: After Effects, Flash, Mirage, Toon Boom, papel e lápis!

A animação clássica consagrada por Wall Disney é a perfeita tradução para uma animação em 2D. Softwares facilitam o processo que antes era feito com papel e lápis, permitindo acrescentar layers e mudanças de cores. É o animador que está em cena, aplicando suas características pessoais e vida aos personagens.

Outros

Além de todas as áreas acima, podemos nos aprofundar muito na parte de produção de efeitos, direção de arte, fotografia, pesquisa e mais um mundo de outras grandes oportunidades.

Mercado

TV

No Brasil o grande mercado para vídeo é desenvolvido para ser exibido na televisão. As opções de trabalho estão nas emissoras de TV que produzem seu próprio material e nas agências que publicidade e produtoras que fazem os comerciais exibidos nas emissoras. Existem as grandes empresas de TV e outras pequenas que precisam de material para exibição, o mercado de vídeo mais tradicional do país.

Cinema

No Brasil o Cinema tem uma área muito restrita ao videografismo e efeitos. Mas em países como o Canadá e Reino Unido, grandes pólos de cinema estão sendo montados. Por exemplo o governo de Londres deu um incentivo que é o desconto de 40% para as produções cinematográficas feitas por lá. Por isso grande empresas como Double Negative, Cinesite e Framestore produzem hoje os grandes “blockbusters” em Londres.

Shows

Cada vez mais as grandes producões de shows acontecem no Brasil. Com a valorização da nossa moeda, ficou mais fácil produzir um grande espetáculo, e para que isso aconteça, há um investimento em telões de led e cenografia. Um outro ponto importante que alavanca esse mercado é a escolha do Brasil para sede da Copa do Mundo e Olimpíadas, dois grandes eventos que precisam muito de mão de obra qualificada.

VJ

O trabalho do VJ não é só dar play em um software, e sim adequar o evento ao material que está sendo exibido. Esse trabalho é mais experimental, mas serve de apoio à criação e desenvolvimento de grafismos ligados à TV e Shows. O desenvolvimento de mapping hoje é uma grande vitrine, cada vez mais empresas abrem o olho para essa nova técnica.

Internet e novas mídias

Com o You Tube e os canais online a internet começou a popularizar e massificar a produção de vídeos. Hoje com uma câmera de celular e um computador barato podemos fazer uma web série ou um videolog, isso traduz o poder da utilização de vídeos em mídias sociais, por exemplo. Não precisamos mais gastar dinheiro fazendo um panfleto, que tal fazer um vídeo e postar no Facebook? Muito mais interessante… Além disso revistas eletrônicas estão começando uma nova era dentro dos tablets, o design e animação de interfaces são essenciais nessa área.

Para finalizar (ufa!) a minha intenção é dizer que essa área cresce muito e necessita de novos profissionais. Hoje temos uma grande demanda de vídeo e poucos profissionais especializados estão no mercado. Se você ainda não sabe em que área vai optar dentro do design, saiba que videografismo é uma ótima escolha pois são boas as oportunidades financeiras, além de ter uma enorme gama de funções dentro da área.

Make Design For Love!

Anúncios

Uma resposta

  1. muito legal esse teu post! muito didático!

    25/02/2013 às 17:19

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s